Please reload

Posts Recentes

Voluntariado corporativo | Desafios para manter a chama viva

July 20, 2017

1/2
Please reload

Posts Em Destaque

EXCLUSÃO SOCIAL E DISTRIBUIÇÃO DE RENDA

Números surpreendentes nos apontam as discrepâncias e urgência de debatermos o assunto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

É de conhecimento comum que a inclusão social e os problemas de distribuição de renda são quesitos fundamentais, que precisam urgentemente  ser debatidos.  Apesar de parecerem temas bastante complexos, podemos exemplificar e torná-los mais compreensíveis se olharmos para os dados de distribuição de renda dos Estados Unidades, no ano de 2010.

 

As informações aferem que: supondo que exista uma sociedade de 100 pessoas, capaz de gerar uma renda R$ 100.000,00 por mês (lembrando que renda pode ser composta por salários, aluguéis, aplicações financeiras, negócios, etc), ela seria distribuída da seguinte maneira:

 

- 1 pessoa é bem rica e fica com R$ 20.000,00 de toda a renda por mês;

- 9 pessoas são ricas e ficam com R$ 30.000,00 de toda renda - ou seja, cada uma fica com R$ 3.333,33 por mês;

- 40 pessoas são de classe média e ficam com R$ 30.000,00 de toda renda - ou seja, cada uma fica com R$ 750,00 por mês;

- 50 pessoas são pobres e ficam com apenas R$ 20.000,00 de toda renda - ou seja, cada uma fica com R$ 400,00 por mês.

 

Surpreendentes, mas não são fictícios. Estes são os dados reais de distribuição de renda da maior potência econômica do mundo. Se o Brasil é considerado um país em desenvolvimento - um dos piores países em distribuição de renda do mundo - é de se supor que aqui a discrepância seja maior e que a renda esteja ainda mais concentrada nas mãos dos mais abastados.

 

Não se pretende aqui criar juízo de valores, pois antes que se comece qualquer devaneio ideológico é bom lembrar que não se resolverá e nem se diminuirá a desigualdade e exclusão social com decretos e/ou ideologias. Mas é necessário informar, estudar e conscientizar. A informação está disponível. O estudo, apesar dos problemas, também. E a conscientização é resultado que depende das ações de cada um de nós.

 

Referência:

Pikett, Thomas. O Capital no Século XXI

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square